Pintassilgo Português

Pintassilgo Português

CARDUELIS CARDUELIS


15/02/2016


Caracteristicas

Tamanho: 12cm a 17cm

Cores e variedades: Muitas mutações cromáticas têm sido preservadas. Algumas delas são castanhas, cor de ágata, pastel, amarelo-claro, branco, de pescoço branco "malhado", ventre amarelo e variações nacaradas.

Existem diversas subespécies de pintassilgos. As espécies mais divulgadas na criação são o pintassilgo pequeno e o pintassilgo grande (Carduelis carduelis major). O Pintassilgo é uma espécie protegida em alguns países. Existem requisitos e restrições legais relativamente à criação e ao comércio desta aves nestes países.

Comportamento

Estas aves adaptam-se muito bem à vida em aviário misto e, habitualmente, têm um convívio amistoso com outras aves da mesma espécie. Se pretende obter bons resultados na criação, é aconselhável manter um casal de criação numa gaiola separada, sem a presença de outras aves que o possam pertubar. 

Não mantenha esta espécie em coabitação com canários, uma vez que estas duas espécies criam híbridos.

De um modo geral, os pintassilgos são aves muito ativas e gostam de passar muito tempo entre a vegetação. Os machos são donos de um canto muito belo e distinto. As fêmeas também cantam, mas o seu canto é ligeiramente menos fascinante.

Confinamento

Pode criar pintassilgos num aviário espaçoso ao ar livre ou num aviário ou gaiola em recinto fechado. 

É importante que o alojamento possua plantas em abundância, para que as aves se sintam masi confortáveis. As plantas perenes, tais como as coníferas e os abetos, são as mais apropriadas.

Reprodução

O ninho é construído num ponto alto do aviário, se possível num arbusto denso (conífera). No entanto, estas aves também podem utilizar caixas de ninhos. Dão preferência aos materiais de cores claras para a construção dos ninhos, tais como a lã de ovelha. Os pintassilgos têm uma postura média de 3 a 6 ovos.

Estes têm uma cor azul-clara com manchas castanhas e são chocados pela fêmea durante 13 a 15 dais, em média. Após as crias nascerem, mas de preferência no período imediatamente anterior, pode alimentar estas aves com pequenas quantidades diárias de insectos, em diversos estágios de desenvolvimento (larvas, ovos, nifas), além da habitual mistura de sementes.

A plumagem surge nas crias após um período compreendido entre duas e três semanas. Posteriormente, são sustentadas e alimentadas pelos progenitores - mas sobretudo pelo macho - durante um período semelhante, até estarem aptas a cuidar de próprias. Então, as crias não possuem ainda as cores definitivas, o que só acontece passadas duas semanas.

Os pintassilgos que apresentem boas condições físicas podem dar início a uma nova ninhada logo após o crescimento das crias.