Santos cataloga aves e locais para a prática de observação

Prefeitura quer criar um roteiro urbano para observação de pássaros


23/02/2016 - Alterada em: 23/02/2016  



Nada de praia, bonde ou Aquário. Muito menos o Santos Futebol Clube e o Rei Pelé. Um roteiro urbano para quem pratica observação de aves, quer atrair mais turistas para a Cidade. O serviço deve estar à disposição até o fim de junho.

A iniciativa ganhou asas depois que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) viu o sucesso do projeto 100 Aves de Santos.

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, ano passado, foram espalhadas por ruas e praças 120 placas com aves típicas do Município. A ideia teve boa repercussão em sites internacionais (Estados Unidos e Portugal, por exemplo), já que esse hobby tem muitos adeptos fora do País.

O roteiro terá dez áreas de observação que serão indicadas por meio de um site. A escolha dos locais foi feita pela quantidade de árvores e de aves existentes. Um mapa de Santos mostrará onde ficam essas regiões e trará fotos e curiosidades sobre as aves, como o melhor horário para vê-las e hábitos alimentares. 

Os observadores de pássaros que participarem do roteiro urbano também poderão contribuir enviando a foto de um animal que ainda não tenha sido registrado.

As aves podem ser observadas no Jardim Botânico Chico Mendes, no Bom Retiro; orla da praia; Lagoa da Saudade, no Morro da Nova Cintra; Praça do Sesc, na Aparecida; Jardim da Pinacoteca Benedito Calixto, no Boqueirão; Ilha Urubuqueçaba, no José Menino; Ilha Diana, na Área Continental; Engenho dos Erasmos; e Jardim do Teatro Municipal, no Jabaquara.

espécies pássaro santos

Espécies

O trabalho vem sendo desenvolvido pela bióloga Sandra Pivelli, funcionária do Orquidário Municipal há 22 anos. Já foram catalogadas por ela 192 espécies existentes na Cidade (veja algumas delas na ilustração). 

Tudo começou em 1996, quando Sandra foi convidada para participar de um congresso da área. Ela registrou alguns pássaros e nunca mais parou.

“A pessoa passa a se dar conta de um universo novo. Ajuda a preservar (o meio ambiente) não cortando árvores e não colocando os passarinhos em gaiolas”, diz Sandra, sobre o hábito de observar e fotografar pássaros em meio à natureza.

Hobby

O contabilista santista Alexandre Gualhanone realiza até dez viagens por ano para fotografar aves, em diversos lugares do País. Serra da Canastra (MG), Pantanal e Amazônia foram alguns dos destinos visitados por ele, desde que aderiu ao hobby, há quatro anos.

“Tem muita gente que investe um bom dinheiro para fazer isso, principalmente no exterior. Mas a atividade está crescendo bastante no Brasil”, disse Gualhanone, por telefone, pois estava em Florianópolis (SC) para ‘passarinhar’.

Apesar de ser de Santos, ele diz que não consegue fazer o birdwatching na Cidade por falta de segurança. “Usamos equipamentos caros, como lentes e câmeras fotográficas. Já fui cercado na orla da praia e no Jardim Botânico”, lamenta. A sugestão de Gualhanone é que a atividade seja feita em grupos. 


Veja Mais

Observação de Aves em MG 

Tiê-Sangue

 

Outros Posts

Cistos de Pena

Cistos de Pena

Aprenda como ganhar até 80% de desconto em suas compras na internet

Aprenda como ganhar até 80% de desconto em suas compras na internet

Cacatuas são transportadas dentro de garrafas

Cacatuas são transportadas dentro de garrafas

Pássaro tenta acasalar com outro macho morto

Pássaro tenta acasalar com outro macho morto



Comente este Post