Foz do Iguaçu receberá araras-azuis-de-lear vindas da Espanha

As aves vão chegar hoje (26/02/2016) Na natureza, estima-se que vivam apenas 1,3 mil exemplares da espécie.


26/02/2016 - Alterada em: 26/02/2016  



O Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, receberá nos próximos dias nove araras-azuis-de-lear. A espécie brasileira é altamente ameaçada, com apenas 1,3 mil exemplares vivendo na natureza e 125 em cativeiro, incluídos em programas de reprodução. As aves, que atualmente vivem em um parque nas Ilhas Canárias, na Espanha, serão repatriadas para o Brasil nesta quinta-feira (25).

As araras chegam a São Paulo na sexta (26) e seguem para instalações do Ministério do Meio Ambiente em Cananeia (SP), onde permanecerão 30 dias em quarentena, até serem enviadas para o parque paranaense. A repatriação só será possível graças ao nascimento de 36 filhotes proveniente do trabalho com seis araras enviadas ao Loro Parque, na Espanha, em 2006.

O Parque das Aves recebeu o convite para integrar o programa de reprodução no final de 2015, já tendo sucesso na reprodução em cativeiro de 17 espécies, cinco delas ameaçadas. Recentemente, o parque foi o primeiro zoológico a conseguir reproduzir o mutum-de-alagoas, extinto da natureza desde a década de 1970. Em menos de um ano, nasceram mais de 15 filhotes.

“É mais um desafio que aceitamos com muito entusiasmo e confiança. Esta será a maior repatriação de araras-azuis-de-lear já feita. E que venham muitos filhotes”, destaca a bióloga e diretora técnica Yara Barros.

A arara-azul-de-lear

Típica da caatinga e só registrada no nordeste da Bahia, a arara-azul-de-lear se alimenta principalmente de coquinhos da palmeira licuri, cada vez menos disponível na natureza. Com a escassez da palmeira, as aves acabam atacando as plantações de milho de subsistência e, por isso, muitas vezes abatidas. A destruição de hábitat e a captura para comércio ilegal são as principais ameaças para a espécie.

Em todo o mundo, dez zoos estão envolvidos no programa de reprodução da arara-azul-de-lear, cinco deles no Brasil. Destes, apenas o Zoo de São Paulo já conseguiu reproduzir a espécie.

Fonte: G1

Outros Posts

Vereador é autuado após ser flagrado com Cardeais no RS

Vereador é autuado após ser flagrado com Cardeais no RS

Singamose (verme da traquéia) PEVITE

Singamose (verme da traquéia) PEVITE

Sua Criação e os Cuidados com as Festas de Final de Ano

Sua Criação e os Cuidados com as Festas de Final de Ano

Alerta!!! Envenenamento dos Pássaros

Alerta!!! Envenenamento dos Pássaros



Comente este Post