Odontologia em Aves

Veja alguns problemas relacionados à odontologia veterinária em pássaros.


01/06/2007 - Alterada em: 12/01/2016  



Odontologia em Aves 1 

Estudos dos problemas odontológicos já ocorrem desde os tempos antigos (384 a.c. Aristóteles).
Assim, verificamos que o interesse pela odontologia em animais é tão antigo quanto o interesse pela própria medicina em animais.
Com Relação às aves mantidas em cativeiro, seja em zoológico, criadouros e parques ecológicos e os animais silvestres em geral, a ciência médica veterinária é indispensável para a manutenção da saúde desses animais.

Em relação à cavidade oral, entretanto, os cuidados médicos veterinários foram, durante muito tempo, negligenciados, apesar do bico ser o início do aparelho digestivo da ave e estrutura fundamental à sanidade geral do animal. É uma região anatômica de características únicas, no qual o diagnóstico de enfermidade pode, com grande freqüência, ser identificados em seus estágios iniciais, antes que o paciente esteja enfraquecido pela desnutrição provocada pela anorexia.

As aves têm particularidades anatômicas e sua boca é de estrutura óssea recoberta por tecido córneo, semelhante às unhas dos cães, e também possuem particularidades fisiológicas, pois a forma do bico é determinada pelo tipo de dieta da ave.

Vejamos alguns problemas orais encontradas em aves de cativeiro:

Crescimento excessivo do bico 
-Deformidades congênitas
-Problemas nutricionais
-Problemas parasitários
-Sarna Knemodocoptes ssp

Fraturas

Correção mediante procedimentos ortopédicos especiais e mudanças de hábitos alimentares:

As lesões traumáticas são comuns em aves cativas.
As fraturas de face e bico são graves e podem comprometer a capacidade da ave de se alimentar satisfatoriamente. Fraturas no bico são normalmente de difícil resolução e requerem técnicas especializadas de correção. Aves com fraturas e deformidades no bico podem se adaptar à nova condição e passar a alimentar-se satisfatoriamente com o defeito. Para essas aves, pode ser necessário fornecer alimentos amolecidos ou em pedaços que favoreçam a apreensão e ingestão.

Hipovitaminose A

Alta incidência de abscessos em toda a cavidade oral da ave (palato, glote e língua):

A deficiência de vitamina-A é comum em aves mantidas com alimentação não balanceada, principalmente aves com dietas a base de sementes e frutas. Os sinais clínicos são sinusite, infecções respiratórias, placas nodulares brancas na cavidade oral (diferenciar de candidíase).

Singamose: Parasitose de aves causada pelo Syngamus tracheae que provoca dificuldade respiratória e podemos até visualizar os parasitas na cavidade oral.

Tricomoníase: Causa placas caseosas amareladas na cavidade oral, língua, faringe, esôfago, papo e cloaca. A ave fica apática, anorética, com dificuldade respiratória e diarréia.

Bouba: Enfermidade causada pelo Poxvirus avium que atinge as aves, causando lesões proliferativas no bico, pálpebras e cavidade oral, com interferência no processo alimentar e morte por sufocação.

Candidíase: Caracteriza-se por aparecimento de membranas brancas e aveludadas na cavidade oral das aves, provoca diarréia e emagrecimento.

Tratamentos odontológicos em pássaros é um procedimento veterinário que vem crescendo a cada dia, mas que deve ser parte integrante de um programa geral de cuidados com a saúde das aves, visando a detecção precoce dos problemas e eliminação das causas de futuras condições patológicas.

A seguir, algumas imagens de problemas relacionados a odontologia em pássaros:

Escrito por: Jacqueline R. F. Cremoneze

 

 

 

Outros Posts

Chiclete pode matar pássaros

Chiclete pode matar pássaros

A polêmica do Jiló

A polêmica do Jiló

Preparação para Torneio de Fibra

Preparação para Torneio de Fibra

Ração Extrusada para Pássaros

Ração Extrusada para Pássaros



Comente este Post