Os Periquitos Feather Dusters

Nesse artigo você confere os periquitos feather dusters, um tipo de periquito muito diferente


15/11/2010 - Alterada em: 13/01/2016  



Um fato muito estranho e ao mesmo tempo muito curioso ocorreu por volta de 1966 lá na Inglaterra. 

Primeiro, vamos apresentar o nosso personagem, um periquito australiano muito diferente:

Ele só comia e bebia; não subia em poleiros, mas era bem vivo e ligeirinho. As penas eram bem flexíveis e ele gostava quando lhe davam banho e passavam a escova nas penas. Parecia uma pluma, mas só viveu por 11 meses. Rolli Bruch

O Nome do nosso amiguinho estranho acima é o Periquito Australiano Feather Duster.

Tecnicamente falando, feather duster significa"Espanador de pó feito de plumas". Com podem ver ele realmente parece um pequeno espanador de pó! parece uma bolinha de penas.

Esses periquitos nascem com as penas indefinidas uma da outra, causando um grave desvio de energia e nutrientes para a produção de penas.

Os Exemplares afetados não podem vocalizar normalmente e nem voar, e normalmente as penas da cabeça atrapalham a visão. A maior parte destes periquitos morre entre 4 e 8 meses devido à grande demanda energética para a síntese das penas.

Já ocorreram casos onde periquitos como este viveram por 40 dias e outros por até 1 ano de idade. O exemplar mostrado nas fotos acima nasceu no criadouro Rolli Brusch, em Santa Catarina, e viveu 11 meses. Estes exemplares surgem esporadicamente em criadouros de periquitos de exibição. Muito tem se falado sobre a origem destes exemplares.

Alguns criadores referem-se aos feather duster como os \" portadores da síndrome de Down no mundo dos periquitos\". Outros dizem que isso é uma aberração cromossômica, tal como ocorre na síndrome de Down em humanos. Uma aberração cromossômica envolve uma suspensão ou duplicação de um cromossomo ou parte de um cromossomo. Sendo bastante diferente de uma mutação gênica.

Estudiosos sobre essa aberração relataram que um estudo no cariótipo pode-se descobrir se existem problemas relacionados aos cromossômos, foram feitos esses exames na Universidade Federal de Minas Gerais, e nesse estudo os resultados demonstraram que os feather dusters têm o cariótipo normal, não sustentando as hipóteses dos criadores. Outros estudiosos assumem a hipótese que essa variedade seja determinada por um gene autossômico recessivo que, quando em dupla dose, resulta em um feather duster. Entretanto em cada ninhada de determinados casais surgia uma proporção destes exemplares, o que sugere uma herança autossômica recessiva.

Infelizmente os periquitos feather dusters não se reproduzem, dificultando a comprovação da hipótese de um gene autossômico recessivo.
É um caso muito interessante, apesar de não viverem muito tempo. 

Escrito por: Dante Daniel Testa

 

Outros Posts

Identificando Doenças em Aves e Criadouros

Identificando Doenças em Aves e Criadouros

Participe do Duelo de pássaros e concorra a prêmios exclusivos em nosso site!

Participe do Duelo de pássaros e concorra a prêmios exclusivos em nosso site!

Pássaro faz ninho em lustre

Pássaro faz ninho em lustre

7 Curiosidades sobre os beija-flores

7 Curiosidades sobre os beija-flores



Comente este Post